Emily Blunt Brasil | 02.09.2016 | Mary Poppins Returns,Notícias

Em entrevista para o Entertainment Weekly, Blunt contou como foi a reação da atriz veterana: “Rob [Marshall, diretor] encontrou Julie em Hamptons e contou a novidade. E ela achou maravilhoso! Eu tive vontade de chorar. É incrível ter a aprovação dela.”

Além disso, Emily contou que a nova versão de Mary Poppins será um pouco diferente: “Nós estamos nos inspirando mais nos livros, não posso adiantar muita coisa, porém é algo distinto. Ela é um pouco mais durona, sim!”, se referindo à obra de P.L. Travers.

Mary Poppins Returns é ambientada na Londres após a Grande Depressão e acompanha Jane e Michael Banks – agora crescidos. Após um trauma atingir a família, a magica babá aparece para recuperar a alegria deles.

Lin-Manuel Miranda, premiado criador do musical Hamilton, já foi confirmado no elenco. Rumores apontam que Meryl Streep e Ben Whishaw estão negociando para atuar na produção. A previsão de estreia é para dezembro de 2018

Emily Blunt Brasil | 29.08.2016 | A Garota no Trem

Os leitores do best-seller de Paula Hawkins, vão ter pelo menos uma pequena surpresa quando forem assistir a versão cinematográfica, estrelada por Emily.

Na cena, Blunt aparece no banheiro de uma estação ferroviária, perdendo o controle por um detalhe que parece bobo: mais cedo no trem, ela viu uma mulher chamada Megan, que ela costuma ver com seu marido Scott na mesma linha todos os dias, beijando outro homem. Embriagada e enfurecida, a protagonista reprime um grito: “Eu deveria esmagar a cabeça dela!”.

“É o pico máximo da loucura dela”, explica

Emily Blunt Brasil | 22.08.2016 | Notícias

E que ele chorou quando ouviu pela primeira vez cantar

John Krasinski pode ser um famoso ator da televisão e estrela de cinema, mas ele afirma que ele realizou e seu sucesso mais notável foi no dia em que se casou com Emily Blunt .

“Isso é legitimamente a minha maior conquista, e eu estou OK dizendo isto”, disse ele.

Aos 36 o ator passou a falar sobre como impressionado que ele é, do talento de sua esposa na noite de quinta estréia de seu novo filme O Hollars , revelando que ele chorou a primeira vez que ouvi-la cantar. “Eu vim para visitar e eles estavam fazendo os pré-registos sobre “Caminhos da Floresta”, e lembro-me [diretor] Rob Marshall virando-se para mim e disse:” É tão grande ‘, e eu disse:’ Sim, eu nunca a vi cantar ‘ “, ele disse a Entertainment Tonight . “Rob Marshall fez o mais lento dupla tomada de todos os tempos e, em seguida, colocados em fila uma orquestra de 125 peças e ela começou a cantar e eu só chorava.”

E, claro, ele também se derramaram sobre suas duas filhas com Blunt, Violet e Hazel. “Todos os clichês da parentalidade são verdadeiras e você sente todo o tipo de coisas novas”, disse ele. “[De Hazel] incrível. Ela realmente ama o bebê e eu acho que existe essa ideia de, ‘Oh meu Deus, ela é adorável. ” Quero dizer, quando abraça um recém-nascido é uma das coisas mais bonitas você nunca vai ver uma criança de 2 anos de idade tão feliz.”

FONTE 

Emily Blunt Brasil | 06.07.2016 | Entrevistas

Quando a Marvel anunciou a nova leva de filmes que serão produzidos na chamada “fase três” – entre eles Capitão América 3: Guerra Civil e as partes finais de Os Vingadores -, um dos projetos que mais chamou a atenção do público foi Captain Marvel, que chega aos cinemas dia 6 de julho de 2018.

Apesar dos múltiplos apelos para um longa-metragem sobre a Viúva Negra interpretada por Scarlett Johansson, a personagem contemplada com o primeiro filme da Marvel dedicado a uma personagem feminina foi a Miss Marvel, alter-ego de Carol Danvers, uma agente da CIA que foi exposta a uma energia alienígena e ganhou poderes sobre-humanos.
Ainda não foi definido o nome da atriz que irá viver Carol Danvers nos cinemas, mas uma das envolvidas em especulações feitas pela imprensa especializada é Emily Blunt, de No Limite do Amanhã e O Diabo Veste Prada.
Em evento para promover o músical da Disney Caminhos da Floresta, Blunt comentou os rumores sobre sua participação no filme da Marvel. A atriz revelou ao repórter do site ScreenCrush que foi informada por seu irmão que seu nome estava sendo citado na internet como uma possível escolha para o elenco de Captain Marvel. Blunt ainda disse que não conhece nada sobre a super-heroína, mas que se sente honrada por ser mencionada por fãs como uma boa escolha para o papel: “Que encantador! As escolhas dos fãs são o meu tipo favorito de seleção de elenco! Eu queria que fosse sempre assim”.

Quando o jornalista brincou com Blunt dizendo que Captain Marvel poderia ser um musical, assim como Caminhos da Floresta, a atriz respondeu de maneira espirituosa: “Vamos ligar para Kevin Feige [presidente da Marvel Studios] para falar sobre isso: ‘Kevin Feige, nós temos uma ideia e tanto!'”

Emily Blunt Brasil | 05.07.2016 | Mary Poppins Returns

Apesar de aclamada pelo papel da agente corajosa e incorformada com a promiscuidade no modus operandi do FBI no combate ao cartel das drogas em Sicário – Terra de Ninguém (2015), a atriz inglesa Emily Blunt não vai estrelar a sequência do filme intitulada Soldado, dirigida por Stefano Sollima (Gomorra) e ainda sem data de estreia. Blunt prefere se concentrar em Mary Poppins – papel ao qual ela dará vida novamente nos cinemas. A sequência do clássico de 1964 será lançado em 25 de dezembro de 2018.

Emily Blunt, que acaba de dar a luz a uma menina, se prepara para começar as intensas filmagens de Mary Poppins Returns no final deste ano e a Disney, produtora do clássico que também assina a sequência, anunciou Lin-Manuel Miranda, famoso por sua atuação no musical Hamilton, como um novo personagem: um acendedor de lâmpadas de rua chamado Jack.

Ainda não se sabe se a sequência será fiel aos livros de P.L. Travers. Mas já é sabido que a história vai se passar durante a Grande Depressão do Reino Unido, na Londres dos anos 30 – época em que o autor escreveu Mary Poppins. O novo filme mostra os agora crescidos Jane e Michael Banks, então crianças cuidadas pela babá Mary Poppins no filme original. Juntamente com os três filhos de Michael, eles são revisitados por Poppins, 20 anos depois.

O desfecho é o mesmo: com seus poderes mágicos e muito encantamento, Poppins vai trazer de volta a alegria de viver desta família. O novo Mary Poppins será dirigido por Rob Marshall (Chicago, Nine e Piratas do Caribe – Navegando em Águas Misteriosas) – um nome forte em musicais que certamente tem competência para repaginar Mary Poppins de forma moderna e inusitada. A sequência é projeto ambicioso, já que o filme ocupa a sexta colocação na Lista dos 25 maiores musicais americanos de todos os tempos, idealizada pelo American Film Institute (AFI), divulgada em 2006.

“Estou extremamente honrado de ter sido convidado pela Disney para trazer as aventuras de P.L. Travers à tela. O icônico filme original significa muito para mim. Sou fã de Mary Poppins e acredito que a mensagem que ela trouxe às crianças daquela época soa ainda mais encantadora e desafiadora nos dias de hoje, para uma nova geração mergulhada na tecnologia”, diz Marshall.

Mundo nonsense

A babá e seu mundo nonsense ganhou vida originalmente no cinema sob a batuta do diretor Robert Stevenson, estrelando Julie Andrews e Dick Van Dyke. O sucesso foi tanto que deu um Oscar de Melhor Atriz e o BAFTA de Melhor Atriz Revelação a Andrews. A sequência da história nunca foi filmada e foi escrita por Pamela Lyndon Travers, também atriz e jornalista, entre 1935 e 1988.

O filme Walt nos Bastidores de Mary Poppins (2013) conta bem o quão longa e desgastante foi a negociação da Disney para comprar de Travers os direitos dos livros. Travers só concordou em vendê-los no final da década de 50, quando os livros de Mary Poppins vendiam bem menos.

A história do filme foi modificada para que a personagem de Mary Poppins não parecesse tão fria quanto nos livros. No filme também foram cortados John e Bárbara, os gêmeos da família Banks. Vale notar também que Pamela Travers não queria que o filme mostrasse romance algum entre Mary e Bert, mesmo tendo sugerido uma certa paquera entre os dois em seus livros. Por isso, o número musical do filme Jolly Holiday (Um dia tão feliz), em que Bert canta para Mary, foi uma decepção para a autora, pois deixava bem claro que eles tinham um affair.

No musical que estreou em Londres, em 2004, os diretores e roteiristas incentivaram o romance, fazendo Mary dar um beijo na bochecha de Bert. A produção foi um sucesso tão grande que foi parar na Broadway, em 2006.

Emily Blunt Brasil | 01.07.2016 | Uncategorized

Bem vindos ao Emily Blunt Brasil, sua maior e mais atualizada fonte brasileira sobre a atriz Emily Blunt, mais conhecida por seus papéis em O Diabo Veste Prada, Cinco Anos de Noivado, O Caçador e a Rainha do Gelo, entre muitos outros.
Esperamos que goste da visita e volte sempre!

Páginas1234
Layout por Meesvely · Hospedado por Flaunt Network · Alguns direitos reservados Emily Blunt Brasil ·