Emily Blunt Brasil | 08.06.2017 | Filmes,Mary Poppins Returns,Notícias

A revista norte-americana Entertainement Weekly divulgou nesta quarta-feira (07), novas fotos de ‘Mary Poppins Returns’ e detalhes exclusivos do filme, confira o artigo traduzido:

Não é nenhum segredo que todas as babás são comparadas com uma única, maravilhosa destreza de disciplina sobrenatural que voou no vento oriental em 1964. A personagem icônica permaneceu no coração dos espectadores desde que explodiu nas telas pela primeira vez. – e agora ela está de volta.

‘Mary Poppins Returns’ da Disney (no natal de 2018 nos cinemas) pode ser umas das sequências de maior perfil já tentadas, mais de meio século depois que o clássico cinematográfico de Walt Disney imortalizou as carreiras de Julie Andrews e Dick Van Dyke, quebrou recordes, conseguiu uma palavra no dicionário (adivinhe qual delas) e se tornou um dos filmes mais apreciados de todos os tempos. Situado em 1910, o filme original, vagamente baseado nos dois primeiros volumes da série de oito livros de P.L. Travers, contou a história de como Mary Poppins uniu um pai ausente e seus dois filhos brincalhões através de sua magia singular e enigmática. Mas havia mais seis livros de Travers, estourando com mais personagens e histórias, esperando ser adaptados na tela um dia.

‘Mary Poppins Returns’, dirigido por Rob Marshall (de Caminhos da Floresta), pega os eventos de 25 anos após o primeiro filme, encaminhando-se rapidamente para a crise econômica de Londres em meados da década de 1930, o período atual dos livros de Travers. O número 17 da Cherry Tree Lane tornou-se a casa calorosa que o banqueiro e artista Michael Banks (Ben Whishaw) compartilha com sua esposa e três filhos. Mas depois da morte súbita da esposa de Michael, a família Banks é despedaçada – nem mesmo a entusiasmada tia Jane (Emily Mortimer), agora uma fervorosa organizadora da união, e a empregada de longa data Ellen (Julie Walters) não podem ajudar a reanimar os espíritos – e assim, a casa que floresce está à beira do despejo.

Com a chegada da primitiva e peculiar Mary Poppins (Emily Blunt), que lidera as crianças rebeldes de Michael (e os próprios Jane e Michael) em uma série de aventuras inacreditáveis, até o topo do Big Ben, no fundo do oceano, em encontros mágicos com pinguins dançantes e primos (hey, Meryl Streep!). Se alguém pode ajudar esta família a encontrar a luz que perderam, é Mary Poppins.

Contendendo com cinco décadas de um legado praticamente perfeito, os cineastas da sequência se dedicaram a ser tão fiéis e respeitosos quanto possível ao icônico filme original, enquanto ainda criavam um novo musical familiar. “A barreira para isso é tão alta, ’ diz Marshall, que também dirigiu o vencedor do Oscar ‘Chicago’. “Mas para poder seguir os passos desta bela história sobre uma mulher que traz magia para esta família que está à procura de maravilhas, esperança e alegria em suas vidas… sinto uma grande responsabilidade e reverência todos os dias. Todos nós sentimos isso. Estamos apenas levantando para chegar lá com as intenções corretas por trás disso. ”

É um sentimento ecoado pelo elenco, cheio de amantes de Mary Poppins, como Blunt (que ganhou a benção de Julie Andrews como personagem muito antes da primeira câmera rodar) e Lin-Manuel Miranda (que interpreta o amigo de Mary, Jack, um otimista acendedor de lampiões e aprendiz da famosa chaminé de Dick Van Dyke, Bert.) Mesmo o departamento criativo está cheio de pessoas que conhecem as apostas e querem fazer isso direito: os compositores vencedores do Tony, Marc Shaiman e Scott Wittman (Hairspray) escreveram uma nova trilha que soa bem com Poppins, enquanto a estilista Sandy Powell e sua equipe trabalham para trazer a aparência icônica de Mary e da família Banks para a elegante década de 30.

EW estava no set do filme em Londres no início deste ano e voltou com um bolsa de tapete infinita com coisas boas sobre a sequência. Da impressionante recriação da Cherry Tree Lane no Shepperton Studios para as ruas reais da velha Londres, onde Jack traz luzes fantásticas, o set de ‘Mary Poppins Returns’ é um verdadeiro playground, e o espírito de Mary é inconfundivelmente presente. Assim como disse Dick Van Dyke, que filmou um cameo ultra-secreto – não, não como Bert – apenas um antes da visita da EW. “Dick Van Dyke disse que o que ele mais lembra do filme original era o espírito, e ele disse: é exatamente o mesmo espírito aqui”, diz Marshall, parado  sobre os paralelepípedos na frente do número 17. “Ele estava aqui na Cherry Tree Lane e disse: sinto que estou em casa”.

Fonte: Marc Snetiker para Entertainment Weekly

Traduzido por: Emily Blunt Brasil

   

FILMES > MARY POPPINS RETURNS (2018) > STILLS

Layout por Meesvely · Hospedado por Flaunt Network · Alguns direitos reservados Emily Blunt Brasil ·