Emily Blunt Brasil | 27.10.2016 | A Garota no Trem

Suspense, elenco de peso, best-seller de sucesso… Motivos para assistir “A Garota do Trem” não faltam. O filme, baseado na obra de mesmo nome escrito por Paula Hawkins, será lançado no Brasil nesta quinta-feira (27) e deve ser um sucesso de bilheteria. A produção teve estreia mundial no dia 7 deste mês e ficou em primeiro lugar no chamado “mercado interno” – que inclui Estados Unidos e Canadá – ao arrecadar US$ 24,7 milhões. Deu pra ver que atrativos realmente não faltam, não é? Então toma aqui 7 razões para você não deixar de ver esse sucesso”:

1. BASEADO NUM BEST-SELLER DE SUCESSO ESTRONDOSO

O livro de Paula Hawkins, que inspirou o filme, já vendeu mais de quatro milhões de exemplares, foi traduzido para 44 línguas e, até o início de setembro, estava na lista dos mais vendidos do The New York Times. Além disso, “A Garota no Trem” tirou o posto de primeiro lugar de mais de seis anos de O símbolo Perdido (Dan Brown), na categoria suspense e investigação.

2. EMILY BLUNT COMO PROTAGONISTA E ELENCO SENSACIONAL

Emily Blunt, famosa por seus papéis nos filmes O Diabo Veste Prada (2006), O Lobisomen (2010) e No Limite do Amanhã (2014), interpreta a alcóolotra Rachel Watson. Rebecca Ferguson, Luke Evans, Édgar Ramirez, Laura Prepon, Allison Janney, Lisa Kudrow, Haley Bennett e Justin Theroux também estão no elenco.

3. A ESTREITA LINHA ENTRE REALIDADE E ILUSÃO

Rachel (Emily Blunt) é uma alcoólatra desempregada e deprimida que sofre pelo seu divórcio recente. Assim, todas as manhãs, ela viaja em um trem, fantasiando sobre a vida de um casal perfeito que observa pela janela. Como está passando por vários distúrbios psicológicos, poucos acreditam que ela pode ter presenciado uma tragédia envolvendo o casal. Será real ou tudo não passa de uma invenção da cabeça dela?

4. CENA FORTÍSSIMA QUE NÃO ESTÁ NO ROTEIRO ORIGINAL DO LIVRO

Segundo a Entertainment Weekly, uma passagem que não foi escrita por Paula Hawkins, será tão pesada que marcará a carreira de Emily Blunt. Segundo a revista, Rachel perde totalmente o controle na estação Grand Central Station em Nova York, pois o casal que a fez recuperar a fé no amor, e que ela julgava perfeito, não era tão perfeito assim: ela vê a mulher com outro.

Isso é o suficiente para a Rachel surtar e ter uma explosão de fúria, quebrando tudo num banheiro, escrevendo com um batom ferozmente no espelho e gritando a sua vontade de invadir a casa da mulher e arrancá-la de lá pelos cabelos. Depois disso, sem se lembrar de nada, ela acorda cheia de cortes e machucados e vê a notícia de que a tal mulher simplesmente está desaparecida. Será que a Rachel fez algo com ela?

5. O CENÁRIO

A cidade de Londres é o pano de fundo do livro, mas a produção de Tate Taylor não será gravada na Inglaterra. As filmagens aconteceram nos arredores de Nova York. Mas, para agradar aos fãs da obra escrita, Emily Blunt revelou que não vai perder o sotaque britânico para viver a personagem em live action.

6. HITCHCOCK MODERNO

Em entrevista ao Globo, Paula Hawkins já confessou que se inspirou nas obras de Hitchcock ao escrevê-lo. A crítica especializada reforça com a expectativa de que a produção tenha traços de suspense que remeta ao diretor mais famosos do gênero.

7. VILÕES “SUICIDAS” E “VINGADOR” NEGOCIARAM PARA INTEGRAR O ELENCO

Jared Leto, Margot Robbie, Kate Mara e Chris Evans foram cogitados para o filme. Já pensou? Mara e Robbie participaram das negociações para a personagem Megan, enquanto Luke Evans ficou com o papel que seria de Jared Leto.

CRÉDITOS A FONTE

Layout por Meesvely · Hospedado por Flaunt Network · Alguns direitos reservados Emily Blunt Brasil ·